Mitologia Grega – Absolutamente Tudo Sobre a Mitologia da Grécia

mitologia-grega

 


A mitologia grega é uma das heranças mais fantásticas da humanidade. A palavra mitologia designa o conjunto dos mitos que pertencem a um povo, a uma civilização, a uma comunidade, assim como o seu estudo. O vocábulo grego mythos (mito) significa “palavra”, “fala”, “conto” ou “história”. Aqui, nosso propósito é mostrar que tipo de relatos eram produzidos pela imaginação ativa dos povos que chamamos coletivamente de gregos.

Matéria de extremo fascínio, a mitologia grega é a mais rica, variada e, ao mesmo tempo, a mais clara e brilhante que conhecemos. Temas universais são constantes nos mitos dos deuses gregos, que apresentam imagens arquetípicas de aspectos humanos básicos —paixões, psicologia, costumes, relações familiares, vínculos sociais e aspirações políticas.

Ponto importante a ser lembrado no caso dos mitos gregos é a maneira como refletem o caráter nacional.

Os gregos eram sadios, joviais, lúcidos, amante da beleza, otimistas e nem um pouco inclinados às coisas do outro mundo.

Por isso suas lendas, quase sem exceção, mostram-se isentas dos traços nebulosos, grotescos e horripilantes. Elas contaminaram as tradições populares de povos menos dotados. Mesmo seus monstros não são muito feios e disformes; seus fantasmas e demônios quase não assustam.

 

deuses-da-mitologia-grega

 

Deuses e Heróis da Mitologia Grega

Os heróis da mitologia grega, via de regra, sofrem, mas não ficam de coração partido.  Eles podem ser golpeados pelo fado adverso, mas não abatidos. Metem-se em aventuras extraordinárias, que no entanto sempre têm algo de razoável.

Quanto aos deuses e outros personagens sobrenaturais da mitologia grega, não passam de homens e mulheres glorificados, que permanecem humanos, muito humanos — e ao todo sensatos e justos.

 

Características dos Heróis Gregos

  • O herói, em geral, encarna elementos extraordinários, associados a seu nascimento e infância. Encontra sempre oposição, seja de que tipo for, desde o começo — consequentemente, tem de provar seu valor intrínseco superando desafios de toda espécie.
  • Seu inimigo ou inimigos usualmente o instigam a realizar façanhas.
  • E socorrido por pelo menos um aliado, divino ou humano.
  • Enfrenta obstáculos aparentemente insuperáveis, muitas vezes trabalhos penosos ou buscas longínquas.
  • Depara-se com desafios espirituais, sexuais e físicos, por causa dos conflitos com adversários divinos, humanos ou monstruosos.
  • Deve, não raro, observar tabus: não pode, por exemplo, olhar para trás, comer um fruto proibido ou perguntar demais.
  • A morte é a conquista final, quase sempre obtida por uma viagem de ida e volta ao Mundo Subterrâneo.
  • O êxito do herói costuma ser recompensado com o casamento, a segurança política, a riqueza ou o poder.
  • A sabedoria alcançada graças ao sofrimento e a lucidez espiritual definitiva (literais ou simbólicas) fazem parte da conquista do herói, acarretando purificação, renascimento, redenção e até mesmo deificação.

Esses e outros motivos reaparecem com variações aparentemente infinitas, o que não deixará de ocorrer enquanto a natureza humana permanecer a mesma. Refinadas pela experiência artística, eles deleitam e informam, tocando as profundezas do espírito humano.

 

Humanização dos Heróis

Alguns heróis, no entanto, têm pés de barro e nem todos vivem felizes para sempre: muitos chegam a ser subjugados pelas mulheres com quem se relacionam. Também as heroínas ensejam motivos intrigantes e variados. São quase sempre de estirpe real ou divina, exibem uma beleza extraordinária e um imenso poder, e tornam-se mães de heróis.

A vida das heroínas traz extraordinária complexidade, que não é fácil resumir. Na verdade, a generalização carece de sentido sem os exemplos específicos das lendas. Como amante ou esposa de um herói, a heroína pode empreender grandes façanhas em conseqüência de sua apaixonada devoção.

 

Mitos e Lendas da Mitologia

lendas-mitos-mitologia-grega

A mitologia grega é rica em personagens fantásticos e complexos. Existem diversos mitos que até hoje ainda servem de combustível para filmes, músicas e arte em geral.

Podemos citar diversas histórias fantásticas, como a de Thanatos, surgindo como a representação da Morte na mitologia grega. Nesse mundo obscuro, apresentamos em nosso site a lenda de “Caronte, o barqueiro do inferno“.

Mas não é só de mitos e lendas obscuras e ligadas ao inferno que vive a mitologia, existindo diversas histórias de romance que até hoje servem de inspiração para muitas obras. Além disso, os seres mitológicos apresentamos nas obras, ainda reinam na imaginação das pessoas. É o caso do Centauro, do Minotauro e até mesmo das Sereias.

imagens: fontes