Deuses Gregos – Os 12 do Olimpo na Mitologia Grega

Os Deuses Gregos eram muitos, porém alguns deles eram tidos como os principais e eram os que mais recebiam homenagens dos povos da época.

Os poetas colocaram a morada de Júpiter e da maior parte dos deuses gregos no cimo do monte Olimpo, o mais alto da Grécia, às vezes perdido entre nuvens.


Chamavam-se olímpicos os doze principais deuses gregos: Júpiter, Netuno, Mutilo, Marte, Vulcano, Apoio, Juno, Vesta, Minerva, Ceres, Diana e Vênus.

deuses-gregos

Os Deuses Gregos

Zeus

É considerado o Deus dos Deuses. Deus do céu e das tempestades.

Atena

Filha de Zeus, Atena também era chamada Minerva. A Deusa virgem era símbolo da sabedoria, da razão e da pureza. Era uma corajosa guerreira em tempos de batalha.

Afrodite

Também chamada de Vênus, ela era a deusa do amor e da beleza. Tinha como símbolo a pomba e o cisne. Parte dos poetas afirmam que era filha de Zeus, enquanto outros afirmam que ela surgiu a partir das genitálias decepadas de Urano.

Ares

Filho de Zeus e de Hera, era o Deus da Guerra. O soldados da Grécia antiga adoravam tal em tempos de batalhas.

Dionísio

Deus do Vinho e das festas, Dinísio era filho de Zeus. Também é conhecido como Baco, é adora por atores e escritores.

Hefesto (Vulcano)

Era deus do fogo e dos ferreiros. Representado com um martelo, também era chamado de Vulcano.

Demeter

Demeter era a deusa dos grãos, da agricultura e da colheita. Os gregos tinham a crença que essa Deusa fazia as colheitas terem sucesso, por isso ofertavam parte da colheita para ela.

Apolo

O Deus-arqueiro símbolo da medicina e da cura. Também era capaz de trazer doenças àqueles atingidos por suas flechas. Assim, acreditava-se que como ele capaz de trazer doenças, também era capaz de trazer a cura.

Hermes

Filho de Zeus, Hermes era tido como Deus do comércio. Protetor dos viajantes e dos atletas, também era adorado pelos ladrões.

Ártemis

Filha de Zeus, era a deusa da caça, da natureza e da castidade. Também era adorada na busca da proteção da agricultura e animais de pastoreio.

Héstia

Irmã de Zeus, era símbolo do lar e da família. fez um voto de permanecer virgem, recusando-se a ceder as investidas s de Poseidon e Apollo.

Hera (Juno)

Também chamada de Juno, era Deusa do casamento e do parto. Muito citada entre os Deuses Gregos.

Poseidon

Poseidon, irmão de Zeus, era o poderoso Deus dos mares. Carregava consigo o tridente, com o qual ele poderia fazer a terra tremer.

Hades

Muitos gregos tinham medo de Hades, associando-o com a morte e com o inferno. Apesar de um atleta olímpico, Hades preferiu o submundo e raramente saía de seu reino.

Outros Deuses da Mitologia:

Demeter (Ceres)

 

O Olimpo e os Deuses Gregos

Monte-Olimpo

As divindades anteriores a Júpiter pertencem às idades mitológicas mais longínquas, e por bem dizer, às origens do mundo. As suas histórias, ou antes, as suas lendas, são assinaladas por uma certa confusão, a sua fisionomia participa ainda do caos.

A partir do reinado de Júpiter as personalidades divinas se acentuam mais nitidamente. Se algumas vezes os deuses têm ainda atributos ou funções semelhantes, se muitos dentre eles são a mesma pessoa sob vários nomes, os seus traços são mais distintos, o seu papel mais definido.

O início

Antes de Júpiter, o Caos se esclarece, faz-se o Dia, o Céu e a Terra se unem, a divindade se manifesta por toda parte, mas o mundo divino não reside em nenhum lugar determinado. O filho e sucessor de Saturno constitui e organiza a ordem divina.

Desde o começo do seu reinado, mas não sem combate, os Titãs, filhos da Terra, vão desaparecer, a partilha do mundo se fará na sua família, a abóbada celeste, às vezes velada de nuvens, às vezes resplandecente de azul, de fogos, e de luz, sustentará o palácio misterioso do senhor soberano, pai dos deuses, pai dos homens. Este palácio é o Olimpo ou o Empíreo.

O Deus dos Deuses

Da sua morada erguida no alto das regiões terrestres, nos extremos confins do éter, no espaço invisível, Zeus (Júpiter) preside às evoluções do mundo. Ele observa os povos, provê as necessidades dos homens, assiste às suas rivalidades, toma parte nas suas discórdias, persegue e pune os culpados. Zeus ainda vela pela proteção da inocência, – em resumo, se desempenha dos deveres, reúne-os no Olimpo, em sua corte e sob o seu cetro.

Estabelece-se entre todas os Deuses Gregos um trato incessante, elas se dignam de se aproximar dos mortais, de se unir com eles; reciprocamente os mortais generosos aspiram às honras do Olimpo, e por suas ações heroicas, esforçam-se por obter dos deuses a imortalidade.

imagem: fonte

 

Leia outros assuntos sobre: MITOLOGIA GREGA