Faetonte e as Heliades – Mitologia Grega

Faetonte era filho de Apoio, isto é, do Sol e de Climene, filha de Oceano. Tendo tido uma discussão com Epato, filho de Júpiter e de lo, que lhe lançou em rosto não ser, como pretendia, filho do Sol, ele foi queixar-se à mãe. Esta o mandou ao próprio Sol para que ouvisse de sua boca a verdade sobre o seu nascimento.

Faetonte dirigiu-se pois ao palácio de seu pai, e explicou ao deus o motivo da sua visita, conjurando-o a que, para atestar a sua verdadeira origem, lhe concedesse o favor que ia pedir. Sem esperar que Faetonte explicasse alguma coisa, e só ouvindo a voz do amor paterno, o Sol jurou pelo Stige (solene juramento dos Deuses) nada recusar.


Então o jovem temerário pediu-lhe a permissão de aclarar o mundo durante apenas um dia, conduzindo o seu carro.
O Sol, comprometido por um juramento irrevogável, empregou inutilmente todos os esforços para desviar seu filho de uma empresa tão diffcil.

Faetonte, com a obstinação de uma criança que não conhece o perigo, persiste no seu pedido, e sobe ao carro. Os cavalos do Sol percebem imediatamente a mudança de condutor, e se desviam do caminho ordinário: ora, subindo demasiadamente alto, ameaçam o céu de um incêndio inevitável, ora, descendo demasiadamente baixo, esgotam as ribeiras e queimam as montanhas.

A Terra ressequida até as entranhas, queixa-se a Júpiter que, para evitar a ruína do universo, atira o seu raio contra o filho do Sol, e o precipita no Eridano.

As Heliades, suas irmãs, filhas também do Sol e de Climene, chamavam-se Lampésia, Faetusa e Febe. A morte do seu irmão causou-lhes tão viva dor que o choraram quatro meses seguidos. Os deuses mudaram-nas em álamos, e as suas lágrimas em fragmentos de âmbar.

Categoria: Deuses