Plêiades – As Deusas da Mitologia Grega

As Plêiades, filhas de Atlas e de Pleione, por sua vez filha do Oceano e de Tetis, eram em número de sete: Maia, Eletra, Taigeta, Astérope, Mérope, Alcione e Celeno. Maia foi amada por Júpiter de quem teve Mercúrio.

Esse deus confiou-lhe também a criação de Arcas, filho de Calisto, o que atraiu sobre ela o ressentimento de Juno. Ovídio deriva o seu nome do mês de maio. Sacrificava-se a Maia uma porca prenha, a mesma vítima de Cibele ou a Terra.


Eletra, amada também por Júpiter, foi a mãe de Dardanos, a quem deu à luz a Arcádia. Crescido, porém, que foi, passou-se à Frigia, onde desposou a filha do rei Teucro; mais tarde, ao pé do monte Ida, construiu uma cidade chamada Dardânia, que se tomou a célebre Tróia.

Diz-se que depois da ruína dessa cidade, Eletra não quis mais aparecer em companhia de suas irmãs; com efeito, essa estrela das Plêiades é quase invisível. Taigeta teve com Júpiter, Taigeto, que deu o seu nome à montanha da Arcádia. Astérope não tem posteridade conhecida, mas foi esposa de um Titã.

Mérope casou com Sísifo, filho de Éolo e neto de Helena. Sísifo construiu a cidade de Éfiro, que mais tarde foi chamada Corinto. Do casamento de Mérope e de Sísifo nasceu Glauco, que foi o pai de Belerofonte.

O que sê conta de Eletra que, por vergonha ou mágoa, retira a sua luz, é também atribuído a Mérope. Diz-se que, envergonhada por ter casado com um simples mortal, enquanto que suas irmãs eram esposas de deuses, essa Plêiade se esconde tanto quanto pode, e é ela, e não Eletra, que apenas se percebe no céu.

O deus marinho Glauco é filho de Alcione e de Netuno.

Como Celeno, Netuno foi pai de Lico, rei dos mariandinianos, que acolheu hospitaleiramente os Argonautas e os fez guiar por seu filho até o Termondon, rio da Trácia, em cujas margens habitavam as Amazonas.

As Plêiades formam o signo do seu nome na constelação do Touro. Foram metamorfoseadas em estrelas porque seu pai quis ler os segredos dos deuses. Aparecem no mês de maio, tempo favorável à navegação. O seu nome provém da palavra grega que significa navegar; pelos latinos eram chamadas também Virgílias, isto é, Primaveris, ou estrelas da Primavera.

Categoria: Deuses