Haspias, Eletra e Taumas – Mito da Mitologia Grega

harpias

Taumas, filho da Terra, e sua esposa Eletra, filha do Oceano e de Tetis, divindades misteriosas do mar, foram os pais da deslumbrante íris, mensageira de Juno, e das Harpias, monstros hediondos que assombram e infetam o mundo.
Oeitoe ou Ocípete, a Rápida, no vôo e na carreira.


Esses monstros, com cara de mulher velha, corpo de abutre, bico e unhas aduncas, mamas pendentes, causavam a fome em toda parte em que passavam, arrebatavam as vitualhas de cima das mesas, e espalhavam um cheiro tão infeto que ninguém podia aproximar-se daquilo que deixavam.

Era inútil afugentá-las; elas voltavam sempre. Júpiter e Juno serviam-se delas contra aqueles que queriam punir. As Harpias tinham estabelecido a sua morada nas ilhas Estrofadas, no mar Jônio, sobre a costa do Peloponeso.

A pintura e a escultura personificam os vícios por Harpias; por exemplo: uma Harpia sobre sacos de dinheiro designa a avareza.

imagem: cleytonhistoriaviva