Juizes dos Infernos: Radamanto, Eaco e Minos – Mitologia Grega

Depois de terem recebido as honras da sepultura, e atravessado o Estige e o Aqueronte, as almas comparecem ante os seus juizes. Os juizes são três: Radamanto, Eaco e Minos.

Aí os príncipes despojados do seu poder, os ricos privados dos seus tesouros confundem-se com os humildes e com os pobres: os culpados não podem contar nem com apoio nem com proteção; a calúnia não pode manchar nem mesmo atingir as pessoas de bem.


O tribunal está situado em um lugar chamado Campo da Verdade, porque nem a mentira nem a maledicência podem aproximar-se; de um lado confina com o Tártaro, do outro com os Campos Eliseos.

Os dois primeiros instruem a causa, e pronunciam geralmente a sentença; em caso de incerteza ou indecisão, Minos, que ocupa o lugar mais elevado entre os outros dois juízes, intervém como árbitro, e o seu veredicto é irrevogável.

Castigos e recompensas são proporcionados aos crimes e às virtudes. Há crimes irreparáveis que dão ensejo a condenações perpétuas; outros há menos graves que permitem a liberdade do culpado, depois de cumprir a sentença. Se os três juizes dos Infernos estão investidos de tão importantes funções, é porque na terra foram modelos de equidade.

Radamanto, Eaco e Minos

Infernos: Radamanto, Eaco e Minos

Radamanto

Filho de Júpiter e da Europa, era irmão de Minos. Ao princípio esteve na Beócia, onde casou com Alcmene, viúva de Anfitrião, e foi depois estabelecer-se na Lícia. Em toda parte adquiriu a reputação de um príncipe justo, mas severo; também nos Infernos as suas decisões têm o cunho não só de justiça mas de uma rigorosa severidade.

Ele é designado para julgar particularmente os habitantes da África e da Ásia. Foi ele quem ensinou a Hércules o manejo do arco. E ordinariamente representado com um cetro e sentado em um trono de Saturno, à porta dos Campos Elíseos.

Eaco

Filho de Júpiter de Egina, nasceu na ilha que temo nome de sua mãe, e da qual foi rei. Nos Infernos é encarregado de julgar os Europeus. Tendo a peste despovoado o pequeno reino que governava, obteve de seu pai que as formigas fossem transformadas em homens, e os seus novos súditos ficaram sendo chamados Mirmidões (da palavra grega murmex, formiga). Foi o pai de Peleu e avó de Aquiles.

Minos

Irmão de Radamanto e, como ele, filho de Júpiter e de Europa, governou a ilha de Creta com muita sabedoria e doçura. Para dar mais autoridade às suas leis, de nove em nove anos ele se retirava em um antro onde pretendia que Júpiter lhas ditava. Fundou em Creta muitas cidades, entre as quais Gnosse e Festo.

Presidente da corte infernal, investiga atentamente a vida dos mortais e submete todas as suas ações ao mais severo
exame.

Representam-no com um cetro na mão, citando os mortos perante o seu tribunal, ou sentado entre as sombras cujas causas se advogam em sua presença.